Buscar
  • NEIVA ALVES RIBEIRO

Aspectos Emocionais e condutas sadias na Pandemia do COVID-19

Atualizado: Abr 11



Vivemos tempos difíceis e na medida que nossa saúde física é ameaçada e o ato de viver supera qualquer outra necessidade, falta-nos o chão. Do dia para noite nos obrigamos ao isolamento social como forma de minimizar a transmissão do vírus e por mais paradoxal que possa parecer, o isolar-se neste momento, tornou-se um ato de amor.

Porém é uma exigência dura, até porque o homem é um ser gregário, ou seja, ele foi criado para viver em sociedade e conviver com o outro, desta forma, se vê e se identifica através de comportamentos e atitudes vindas de todo aquele que convivemos, de uma maneira ou de outra. Dificilmente estamos sozinhos, desde a primeira respiração realizada no momento que nascemos, estaremos rodeados por pessoas.

A situação atual pede o enfrentamento da possibilidade de adoecermos e também a realidade de estarmos com nós mesmos, o que não é tarefa fácil, até porque, comumente adiamos o que sentimos, preferindo projetar o amanhã. Negligenciamos nossos sentimentos de ansiedade, tristeza, depressão e tantos outros.

Em toda a situação ruim, temos os aspectos positivos e estar com nós mesmos, aqui e agora parece ser uma boa situação para lidar e identificar os sentimentos negligenciados. Por outro lado se faz imperioso, deletar a quantidade de informações, noticiários que espalham o terror, notícias de fontes que não são confiáveis, FAKE NEWS, e as longas conversas sobre, questões partidárias ou mesmo o índice de óbitos, infectados, ou assuntos que nos levam a uma situação de desespero, pânico e medo.

O momento é oportuno para se colocar atenção em tudo que postergamos, desde leituras de um livro, cursos a distância, o aprendizado de um novo idioma através de redes online gratuitas e principalmente o bom uso da tecnologia para contatar, diariamente, com familiares que estão distantes e em reclusão, levando a estas pessoas a nossa atenção e o carinho que vai confortar, sem esquecer que tudo é uma via de duas mãos. Desta forma percebendo o poder do amor, que vem do outro e com “tempo” que se torna favorável para esta percepção.

Por outro lado, podemos estar trabalhando em HOME OFFICE, com crianças em casa que precisam ser direcionadas a tarefas no intuito de preencher um dia inteiro, onde habitualmente elas estariam na escola. A criatividade, a disciplina com nós mesmos e consequentemente com as crianças para ajudar a criar uma rotina que construa cada dia, sem desconsiderar que a educação vem junto com esta empreitada. As relações afetivas estarão próximas e precisarão ser mantidas, ou até mesmo construídas. É importante mantermos hábitos, eles ajudarão o cérebro a fazer leituras construtivas. Desta forma, levantar, trocar de roupa, como se fossemos sair para rua, proporcionará atividades para as crianças que de acordo com a faixa etária que se encontram, além de vestirem-se, irão guardar suas roupas no armário. Desenhos, massa de modelar e orientação para que construam coisas, bem como o interesse do adulto em saber detalhes destas criações do mundo infantil. Ainda, dependendo da personalidade da criança e o grau de interesse que elas demonstram pelo trabalho que os pais estão realizando, permitir que elas participem de alguma forma.

Ainda, uma especial atenção aos alimentos, para que sejam saudáveis e leves, com consciência ao ato de comer. O alimentar-se via de regra é usado, para preencher o vazio existencial, porém alimentos são para manter a vida e não para tirá-la e o confinamento nos proporciona o tempo para esta reflexão, distinguindo o sentimento que impele ao excesso de alimentos. Às vezes a simples pergunta, o que estou sentido agora, pode ajudar.

Temos ainda a importância da prática da Yoga e da meditação que podemos encontrar em aplicativos e sites gratuitos. São práticas milenares que através do ensino e do controle da respiração com consciência, vão provocar o relaxamento físico e mental, melhorando a concentração, os níveis de estresse e a ansiedade.

Ainda a recomendação, importante, de atividades físicas, que podem ser encontradas em academias que estão oferecendo treinos, via online, guiando seus seguidores com sessões personalizadas que visam o controle da ansiedade, da depressão e proporcionam alivio para dores tensionais, posturas inadequadas, controle do peso e a liberação de endorfinas e serotoninas, através de bons exercícios físicos.

Finalizando, podemos encontrar profissionais da área da psicologia que estão disponibilizando, durante a pandemia, atendimentos online e gratuitos para a população que esteja sentindo a necessidade do trabalho de um psicólogo.

Neiva Alves Ribeiro

www.neivaaribeiro-psicologia-saude.com

7 visualizações